Certa noite o cachorro da família Peréz começou a latir no quintal. Todo mundo despertou num abrir e fechar de olhos. Sabiam que os guerrilheiros se escondiam nas proximidades do povoado. Alguns já haviam roubado na cidade. Aterrorizadas, as crianças seguravam as mãos de seus pais.

Batendo com força na porta, homens com vozes roucas, pediam que abrissem a porta. O pai obedeceu; 4 homens ameaçadores entraram e pegaram o pai e o filho mais velho e os encostaram numa parede.

– Nos dê o dinheiro! Exigiram os assaltantes.

– Já levaram todo o dinheiro, respondeu o Sr. Peréz.

– Então vamos matá-los, respondeu o chefe friamente.

Uma das meninas se aproximou do homem e lhe disse: – Vou buscar meu cofrinho. A pequena saiu correndo e voltou com algumas moedas.

Durante um instante houve um grande silêncio. Logo o chefe se inclinou, beijou a menina e junto com seus companheiros abandonou silenciosamente a casa. Quando a porta se fechou a família Peréz colocou-se de joelhos e o pai agradeceu ao Senhor por Sua enorme proteção. Deus tem milhares de métodos para levar a cabo Suas maravilhas.

“Bendito seja o Senhor, porque ouviu a voz das minhas súplicas. O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele confiou o meu coração, e fui socorrido; assim o meu coração salta de prazer” (Salmo 28:6-7). boasemente.com.br